Lúpulo

22/01/2021 11:00

lupulo-guia-da-cerveja-oxford-maniacs

pulos são o ingrediente da cerveja que fornecem a estrutura do amargor, aumentam a sua estabilidade microbiológica, ajudam a estabilizar sua espuma e influenciam consideravelmente seu sabor e aroma.

Lúpulo são as flores ou “cones” do Humulus lupulus, diminutivo em latim que significa, grosso modo, “pequeno lobo esgueirante”, assim chamado devido às qualidades táteis da planta, crescimento prodigioso e ampla distribuição. O gênero Humulus pertence à família Cannabaceae, que inclui a Cannabis (cânhamo, maconha) e Celtis (hackberry). O lúpulo é nativo do Hemisfério Norte, nas zonas temperadas da Europa, Ásia Ocidental e América do Norte. Acredita-se que possui origem na China.

No mercado, o lúpulo é comercializado em duas classes básicas: lúpulos de amargor e lúpulos de aroma. Relativamente poucas variedades são também comercializadas como de duplo propósito. Lúpulos de amargor, ou de fervura, são os lúpulos adicionados ao mosto perto do início da fervura; e lúpulos aromáticos, ou finais, são os lúpulos adicionados a qualquer momento entre trinta minutos antes do final da fervura.

A adição de lúpulo à cerveja fermentada é chamada de dry hopping. Essa prática adiciona óleos essenciais altamente voláteis à cerveja, óleos que, nos lúpulos de amargor, evaporam na tina durante a fervura e podem até ser eliminados do mosto durante a fermentação. A descoberta do lúpulo como um aromatizante adequado para a cerveja ocorreu provavelmente no século VIII d.C.

Quer um bom exemplo de uso de lúpulos? Nossa Maniacs IPA leva as variedades Mosaic e Hallertau Blanc, com dry-hopping desses mesmos lúpulos pra garantir aquele aroma fresco que amamos!

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Não basta só beber cerveja boa todo dia, nós da Maniacs sabemos que quem curte mesmo nossos produtos quer saber mais sobre esse líquido tão amado. Por isso trazemos pra vocês alguns trechos do Guia Oxford de Cerveja editado por Garrett Oliver, com a revisão na versão brasileira do nosso CEO e fundador, Iron Mendes, para matar também sua sede de informação e cultura cervejeira.

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: