American Pale Ale - Parte 2

02/04/2021 13:38

american-pale-ale-guia-da-cerveja-oxford-maniacs

A maior parte das American pale ales apresenta aromas de ésteres frutados evidentes mas moderados, obtidos através da utilização de cepas de leveduras ale relativamente neutras. Muitos exemplares não são filtrados e apresentam uma leve turbidez. As cervejas desse estilo não devem apresentar caráter de diacetil e as leveduras residuais não podem contribuir com notas sulfurosas ou de pão.

Como centenas de novas cervejarias iniciaram suas produções nos anos 1980 e começo da década de 1990, muitas fizeram cervejas no espectro do estilo American pale ale. Com o tempo, os cervejeiros passaram a reconhecer duas variantes distintas, conhecidas como American amber ale e English pale ale. A American amber ale segue o mesmo método de lupulagem mas opta por maltes caramelo escuros para adquirir uma coloração âmbar mais profunda e sabores de caramelo mais assertivos. A English pale ale segue uma formulação quase idêntica à da American pale ale, mas usa variedades inglesas de lúpulo que geralmente resultam em um caráter de lúpulo mais terroso e herbal. O teor alcoólico de exemplos comerciais varia de 4,5% a 6,2%, embora esse limite superior se sobreponha ao das India pale ale – outro estilo intimamente relacionado.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Não basta só beber cerveja boa todo dia, nós da Maniacs sabemos que quem curte mesmo nossos produtos quer saber mais sobre esse líquido tão amado. Por isso trazemos pra vocês alguns trechos do Guia Oxford de Cerveja editado por Garrett Oliver, com a revisão na versão brasileira do nosso CEO e fundador, Iron Mendes, para matar também sua sede de informação e cultura cervejeira.

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: