Água

29/01/2021 11:00

agua-guia-da-cerveja-oxford-maniacs

Água pode ser facilmente apontada como a matéria-prima mais importante na produção de cerveja, uma vez que representa 85% a 95% da maioria das cervejas.

Historicamente, muitas cervejarias foram construídas perto de suprimentos de água de boa qualidade. A composição da água local impactou os estilos de cerveja e as tradições que surgiram em muitos dos clássicos países europeus ou regiões, como Plzn (Pilsen), na República Tcheca; Burton-on-Trent e Londres, na Inglaterra; Baviera/Munique, na Alemanha; Dublin, na Irlanda; e Viena, na Áustria etc. Fundamentalmente, as diferenças mais significativas na composição da água são determinadas a partir de sua origem: se ela provém de uma fonte de água superficial (reservatórios, rios, córregos ou lagos) ou de uma fonte de água subterrânea, como aquíferos, poços, ou pelo sistema de abastecimento de água municipal derivado de águas subterrâneas. A diferença básica é que a água de superfície é praticamente livre de minerais porque é formada pelas precipitações recentes, enquanto a água subterrânea pode variar de muito mole (baixa concentração de minerais), como as encontradas na Boêmia tcheca (Pilsen), a muito rica em minerais, como em Burton-on-Trent.

Atualmente, a maioria das dificuldades com o abastecimento de água local pode ser superada por meios tecnológicos. Com a introdução, no início do século XX, dos sistemas de tratamento industrial de água, os laços tradicionais entre a composição da água local e a qualidade da cerveja foram eliminados a ponto de hoje qualquer cervejaria em qualquer parte do mundo poder, dado um sistema de tratamento de água adequado, criar qualquer composição desejada para a água utilizada na produção de cerveja, algumas vezes chamada de “água cervejeira”.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Não basta só beber cerveja boa todo dia, nós da Maniacs sabemos que quem curte mesmo nossos produtos quer saber mais sobre esse líquido tão amado. Por isso trazemos pra vocês alguns trechos do Guia Oxford de Cerveja editado por Garrett Oliver, com a revisão na versão brasileira do nosso CEO e fundador, Iron Mendes, para matar também sua sede de informação e cultura cervejeira.

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
Categorias: